As aparições de Nossa Senhora de Guadalupe

Nossa Senhora de Guadalupe é a padroeira das Américas. Sua aparição ocorreu em 1531, quando os espanhóis já estavam aprendendo os dialetos indígenas locais. O império Asteca teve muita influência na região, de modo que a cultura local estava muito enraizada. Os colonizadores europeus tiveram dificuldades em impor suas crenças e costumes, de modo que o cristianismo avançava muito lentamente neste período.

astecas
Colonização espanhola e a cultura Asteca

O índio João Diogo converteu-se ao catolicismo, tornando-se fervoroso devoto da Virgem Maria. Foi ele o escolhido para levar aos indígenas sua mensagem sagrada. Quando João caminhava pela colina de Tepyac a caminho da igreja, Nossa Senhora apareceu a ele pela primeira vez. Pediu-lhe que enviasse uma mensagem ao Bispo, solicitando a construção de uma igreja em sua honra naquele local. O índio, muito emocionado, relatou ao Bispo o ocorrido. Mas o sacerdote não estava muito seguro quanto a veracidade dos fatos.

 

Juan-Diego
Aparição de Nossa Senhora ao índio João Diogo

Após alguns dias, a Virgem apareceu novamente a João Diogo, reiterando seu pedido e solicitando que sua imagem se chamasse Guadalupe, sem explicar o porque. Dirigiu-se o homem novamente ao bispo, e entre lágrimas contou-lhe o que havia ocorrido. O sacerdote então solicitou uma prova de que aquilo realmente estava acontecendo. O índio não sabia como conseguiria isso, e então retornou aflito a sua casa.

O milagre aconteceu quando João dirigia-se de seu povoado à capital, em busca de um padre para dar a unção dos enfermos a seu tio, que agonizava a beira da morte. Maria apareceu-lhe novamente, em uma bela visão. Maria tranquilizou-o quanto a saúde de seu tio, dizendo que já estava curado. Solicitou ao índio que colhesse rosas no alto da colina e entregasse ao Bispo. O homem assustou-se, pois a região era infértil, e neste período de inverno não encontraria nenhuma flor naquela região. Entretanto, o devoto atendeu ao pedido da Virgem e dirigiu-se ao topo da colina. Surpreendeu-se ao encontrar muitas rosas recém desabrochadas no local. Colocou-as em seu manto e foi ao bispo entregá-las.

Ao chegar à igreja, abriu o manto e entregou as rosas ao sacerdote. Neste momento, o Bispo viu formar-se no manto uma linda imagem de Nossa Senhora. Sua imagem apresenta um tom de pele mestiço, semelhante ao da população indígena local. João contou-lhe também sobre o milagre concedido ao seu tio, e os dois puderam ver o familiar em perfeita saúde.

O religioso então não teve dúvidas e iniciou a construção do templo, que fora concluído em 1709. O manto com a imagem foi ali colocado, e o local tornou-se muito visitado por romarias e peregrinações.

Manto
A imagem de Nossa Senhora aparece sobre o manto

Em 1945, o Papa Pio XII declara Guadalupe padroeira das Américas. A quantidade de pessoas que visitam o local aumenta ano após ano, o que estimula a construção de uma nova basílica no local, concluída em 1976. O manto, mesmo após séculos, permanece intacto e está em exibição na basílica atual.

 

A imagem de Nossa Senhora na atual basílica
A imagem de Nossa Senhora na atual basílica

Fernando Cezar Pauletto

Engenheiro de Produção por formação, viajante profissional por paixão. Já morou no Brasil, Estados Unidos e Argentina, e neste ano está vivendo uma experiência diferente no México.

Um comentário em “As aparições de Nossa Senhora de Guadalupe

  • 10/07/2017 a 05:42
    Permalink

    Gostei muito do que li aqui no seu site.Estou estudando o assunto,Mas quero agradecer por que seu texto foi muito valido. Obrigado :)

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *