Salto São Francisco – O mais alto do Sul

Prudentópolis é a terra das cachoeiras gigantes. O Salto São Francisco é a maior do sul do Brasil e está localizada na tríplice fronteira entre os municípios de Prudentópolis, Guarapuava e Turvo. São 196 metros de queda, o equivalente a um prédio de 60 andares.

Vale-Sao-Francisco

Cachoeira-Sao-Francisco

O local tem uma estrutura razoável, e é administrado pela prefeitura de Guarapuava. Há um segurança na portaria, banheiros, estacionamento e uma pequena lanchonete com preços acessíveis. Recomenda-se fazer reservas se pretende almoçar no local. Se você não fez reservas, há alguns lanches no local, mas costumam acabar rapidamente, portanto não demore em fazer seu pedido.

O acesso aos mirantes é bem sinalizado e a tilha fácil. Praticamente sem nenhum aclive ou declive, e você poderá ver o salto completo e também o vale e todo o entorno.

Placa-Sao-Francisco

Trilha-Sao-Francisco

 

A melhor vista é do pé do salto. Mas para isso, há uma longa e difícil caminhada pela frente. A caminhada dura em torno de 1 hora e trinta minutos na ida, e pouco mais de duas horas no retorno. O primeiro trecho – até a chegada no rio – é o mais tranquilo. Trilha bem definida na maior parte do trajeto, sem bifurcações. Em alguns momentos fica um pouco mais fechada, mas logo em seguida volta a ficar bem marcada e você tem certeza que esta no caminho correto.

Trilha-Guarapuava

O barulho da água ficará mais intenso, até você chegar ao rio. Você deverá então seguir pela esquerda, subindo pelas pedras, segurando-se nas raízes e árvores, em meio ao barro e rochas escorregadias. Quanto mais nos aproximamos do salto mais difícil fica a caminhada: mais íngreme, mais barro, pedras mais lisas e mais cansados estamos.

Morro-Sao-Francisco

Cheguei até o primeiro mirante, e a vista é incrível. Realmente é uma cachoeira imponente, enorme e linda. Vale a pena o esforço.

Cascata-Sao-Francisco

O retorno é muito cansativo. O caminho é escorregadio. Não esqueça de levar água para sua caminhada.

Como chegar

Existem dois acessos, um por Prudentópolis e outro por Guarapuava. Entretanto, o primeiro passa por 35 km  de estrada de terra acessível apenas por veículos 4×4 em alguns pontos. Portanto, recomenda-se sempre utilizar o caminho por Guarapuava. Mesmo assim, evite dias chuvosos pois alguns trechos da estrada podem ficar um pouco complicados.

Saindo de Prudentópolis, seguir pela BR 373 em direção a Guarapuava. Após 68 km, entrar à direita na Estrada Guairacá, logo após o Motel Lumini. A estrada é muito estreita, passa apenas um veículo de cada vez, com meio acostamento de cada lado. Dirija com cuidado. Se encontrar algum carro ou caminhão no sentido contrario, cada um coloca metade do seu veículo no acostamento e os dois conseguem passam. Até mesmo pelo Google Street View dá para ver como é estreita a estrada:

Estrada-Prudentopolis

 

Você irá seguir cerca de 30 km até um cruzamento, onde está a igreja de Guairacá. Conforme indica a placa no local, vire à esquerda e siga por mais 14 km (9 km de asfalto e  outros 5 em estrada de chão).

Cruzamento-Estrada-Guarapuava

 

O caminho é fácil, permaneça sempre na estrada principal. Você chegará ao portão de entrada do São Francisco. Ao total, são 44 km desde a saída da rodovia BR 373.

 

Fernando Cezar Pauletto

Engenheiro de Produção por formação, viajante profissional por paixão. Já morou no Brasil, Estados Unidos e Argentina, e neste ano está vivendo uma experiência diferente no México.

Um comentário em “Salto São Francisco – O mais alto do Sul

  • 09/03/2017 a 22:17
    Permalink

    Eu aqui pertinho em Curitiba e nunca ouvi falar desse lugar. Obrigado pela dica

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *